Para onde vais?

Eu tenho uma pergunta pra te fazer. Vamos começar assim, logo de cara?

Então lá vai: como é que se faz, numa realidade em que se sabe que nem eu, nem tu e nem ninguém tem controle do que acontece na vida, pra sentir que “opa, eu sou a decisora da minha vida profissional“?

Os processos de desenvolvimento profissional que conduzo, seja com quem busca uma mudança na carreira ou com quem está firme na trajetória que escolheu mas quer mesmo é dar (o que eu chamo de) um boost no negócio que tem, faz essa pergunta voltar com uma grande frequência, desse lado de cá.

Todos gostaríamos, né? De um pouquinho mais de controle nessa seara tão importante da nossa vida.

Pessoa de pele parda com  camiseta branca que contém a seguinte legenda: express yourself

Controle e poder de definição sobre acontecimentos externos realmente não se tem, e fazer as pazes com essa nossa circunstância nos traz tranquilidade. Isso se sabe.

Mas pensa comigo. Ao mesmo tempo em que não se tem controle sobre o resultado de muitas das nossas ações, jogar as mãos para o céu e entender que nada se pode fazer também não é lá muito potente, não é? Afinal de contas, estamos tratando de uma vida que é nossa, de uma carreira que é nossa, de escolhas que cabem a nós, dos passos que podemos dar e das ações que podemos tomar.

Pois então, a resposta para essa pergunta pode estar mais ou menos por aí, não pode? Num meio do caminho.

Não temos controle sobre tudo, mas temos sim controle sobre uma boa parte dessa equação.

Tem uma parte aí que diz respeito às nossas ações, às decisões sobre as oportunidades que ativamente buscamos, sobre os sins e os não que damos para oportunidades que surgem, sobre as escolhas do rumo que decidimos seguir.

E é sobre isso – precisamente – que proponho que pensemos. Sobre a escolha do que pode ser chamado de rumo. Um norte nosso, que guia as nossas decisões.

Já experimentou pensar dessa maneira?

E o que teria um rumo, de tão especial? Como um rumo pode nos dar certezas (e um tiquinho de controle) em relação à nossa vida profissional?

A verdade é que quando sabemos para onde estamos indo, fica mais fácil decidir – entre o mar de opções que se apresentam – as esquerdas e direitas que podemos tomar, e o que é sim e o que é não.

Um rumo claro nos permite guiar o nosso progresso e ajustar a nossa rota, conforme o caminho é caminhado.

Com um norte claro, passamos a ser profissionais com um olhar mais afiado e estratégico em relação às oportunidades que buscamos, os movimentos que fazemos e os projetos que criamos.

E um rumo não é um objetivo escolhido ao acaso. Ele representa o lugar onde queremos chegar, profissionalmente falando. É ancorado em crenças pessoais e desejos muito fortes, que falam de quem somos e do que acreditamos.

Um rumo é potente. Ele nos dá um direcionamento e tem a representatividade de uma força que nos puxa para frente, porque fala dos nossos valores e do que queremos conquistar.

Então fica aqui o meu convite para que pegues uma xícara de café (ou de chá – já viu o texto da Dallen aqui no blog sobre isso? eu amei!) e ponha no papel, com a clareza que vier, qual é o teu rumo profissional hoje.

Algumas perguntas podem te ajudar. Quais são os talentos e as habilidades que tu tens e que usas para ajudar a ti, aos outros, e ao mundo? O teu rumo, o lugar que queres ocupar, pode estar por aí.

Ou então um projeto – com começo, meio e fim – muito claro e definido no tempo, que tens como objetivo tirar do papel e transformar em vida real. Quem sabe esse pode ser um norte bacana.

Não existe um rumo certo ou errado. O importante é ter o teu bem definido e claro, para ti.

Te convido ao exercício e, se te sentires à vontade, divide conosco tuas reflexões aqui nos comentários. Vou adorar aprofundar contigo a conversa sobre isso. 🙂

Beijos,

Nina.

Gostou do post? Compartilhe nas suas redes!

Posts relacionados

Um apanhadão pessoal

Somos múltiplas, lembra? Os papéis que não são ligados à atuação profissional também merecem espaço pra respirar. Olha eles aqui, respirando

Leia Mais

Te apresento o meu limbo

Hoje é o quarto dia de férias e não foi preciso mais do que esse isso para que eu me conectasse com o que de mais precioso há nesse limbo…

Leia Mais

Mundos de Experiência

Aprendi que maquiar singularidades por medo de olhares estranhos não faz com que eu me sinta mais confortável na minha própria pele…

Leia Mais

Do VIRTUAL pra vida REAL

Foi no final de janeiro de 2020 que eu peguei um vôo de Portugal com destino à Porto Alegre, levando comigo três malas que carregavam o resto da mudança que

Leia Mais

Relato de um mau atendimento

Missão: encontrar a camisa perfeita para presentear meu marido. Estratégia: ir na loja X do Iguatemi e depois emendar um jantarzinho no restaurante Y. Fazia quase 02 anos que a

Leia Mais

Aproveita, passa rápido…

Era um dia de semana sem eventos especiais, um dia típico da nova rotina que criamos, Théo e eu – nesse começo de vida nova pra nós dois. Ele como

Leia Mais

Quanto pesa um NÃO?

Você tem facilidade pra dizer não? E quando diz, sente necessidade de dar mil satisfações? Negar um pedido (e impor limites) sempre foi uma questão para mim (nível de tratar

Leia Mais

A História de Você

Eu tenho duas histórias pra te contar. A primeira é a de uma mulher grávida. Já em final de gestação, já há alguns dias com a agenda fechada pra compromissos

Leia Mais

Construindo uma mãe-que-trabalha

Dia desses entrou um áudio da Dallen, lá no WhatsApp. Eu adoro quando entram áudios da Dallen, porque eu sei que do outro lado vem ou uma idéia interessante, ou

Leia Mais

Maternidade real/oficial

A Day e eu nos conhecemos quando ela iniciou seu processo de Consultoria de Estilo e desde o início eu sabia que ia ser especial. Como eu sabia? Bem, pra

Leia Mais

Um começo de caminho

Não sei como aconteceu pra vocês mas eu, enquanto crescia, muitas vezes era tomada por uma sensação de que algumas das pessoas à minha volta não eram exatamente aquilo que

Leia Mais

Vamos começar?

Oi, bem-vinda(o)! É um prazer enorme inaugurar esse espaço e, principalmente me fazer presente aqui como convidada cativa da “casa” da Dallen, uma profissional de olhar único, competentíssima e muito

Leia Mais

Você não é seu trabalho

Seu trabalho é só um pedaço de quem você é. A gente é tão mais do que aquilo que a gente faz pra pagar as contas, mesmo que isso nos

Leia Mais

Quem escreve por aqui

Não importa se somos fotógrafos, consultores de estilo, psicólogos ou donas/os de casa. No blog, frequentemente a gente escreve sobre o que está por trás desses (e outros!) rótulos, ou seja, a própria VIDA em curso. Navegue e encontre textos inspiradores sob diferentes pontos de vista!

Amanda Baronio
Dallen Fragoso
Sara Adais
Jonas Filho
Explore

Receba minha newsletter

São 02 por mês com insights e achados preciosos sobre estilo e autenticidade.
Vou amar me conectar contigo por lá!

Copyright © 2024 | Rua Gomes Jardim, 428 - Centro - Novo Hamburgo - RS | CNPJ: 40.622.935/0001-24