PRECISO ME ORGANIZAR.

Estava no carro, indo para o consultório, quando notei o tom da minha voz interna. Ela dizia, em caráter de constatação e também com gentileza “eu preciso me organizar”. Quando percebi essa voz amigável, me informando algo que eu já sabia, sem cobranças e julgamentos, enchi os olhos dágua. Que bom que estou me tratando bem, pensei. Essa voz já usou tons bem mais críticos e hostis em outros tempos.